Sabes o que é um Sourcing Agent?

Já ouviste falar do termo Sourcing Agent?

Ou, talvez em português: representante local?

Para aqueles que revendem produtos na Amazon e/ou que já têm negócios que implicam importação/exportação, o termo é capaz de soar mais familiar.

O que é um Sourcing Agent?

O que faz e quais as vantagens?

Vamos analisar estas e outras questões mais detalhadamente.

Um Sourcing Agent (ou representante local) é um prestador de serviços que faz a ligação entre um revendedor e os seus fornecedores.

A título de exemplo, é alguém que faz a ligação entre a empresa que estampa uma camisola e os diversos fornecedores envolvidos até que o produto se torne uma camisola.

Um representante local deste género é normalmente alguém vive numa localização estratégica, vantajosa para a empresa que procura fornecedores, e que fala a língua de ambos países envolvidos.

Um dos maiores mercados na profissão de Sourcing Agent é a China.

Uma vez que a China é o país/mercado que fornece matéria prima mais barata para as empresas, é habitual que as mesmas contratem um representante local que facilite a comunicação entre ambas as partes e ajude na logística envolvida na importação/exportação.

Também a Amazon é outro grande mercado deste tipo de serviço.

Os revendedores da plataforma recorrem muitas vezes a este tipo de agentes locais para garantir a qualidade dos produtos que lhes são enviados.

Ou, em caso de negócio de drop shipping, da qualidade dos produtos que são enviados ao cliente.

O Que Faz Um Sourcing Agent

O papel do sourcing agent é simplesmente facilitar a vida à empresa.

As empresas recorrem a um agente local pela localização estratégica deste, pelas facilidades linguísticas, e para poupar tempo e dinheiro.

O processo de trabalho de um agente local funciona como descrito na imagem abaixo.

  1. Uma determinada empresa quer vender um produto e, durante a pesquisa, apercebe-se que o fabrico de determinadas componente do produto é mais barato num outro país;
  2. Nessa altura, a empresa tem duas opções: viaja constantemente para esse país para procurar fornecedores e negociar com os mesmos; ou contrata um Agente Local para que lhe encontre fornecedores dos materiais que precisa e que preencham as características/requisitos que a empresa exige;
  3. O Agente Local contratado pesquisa fornecedores que encaixem no pedido, contacta-os, e pede os orçamentos necessários. Posteriormente, apresenta a lista de potenciais fornecedores à empresa, devidamente traduzida;
  4. A empresa escolhe, depois, os fornecedores de que precisa da lista apresentada pelo Agente Local;
  5. O Agente Local contacta os fornecedores escolhidos e auxilia nas comunicações entre ambas as partes, nas devidas línguas nativas;
  6. A empresa recebe os produtos dos fornecedores e consegue obter um produto de qualidade com custo mais baixo.

As inclusões do serviço prestado pelo agente local são definidas entre ambas as partes (a empresa e o agente).

A empresa pode preferir contratar apenas o serviço de pesquisa e orçamentação (pontos 2 e 3), optando por fazer o restante serviço directamente.

É importante que as tarefas fiquem definidas logo à partida.

Vantagens de um sourcing agent

Contratar um sourcing agent traz vantagens à empresa que revende o produto e à empresa que fornece o material.

Vantagens para quem revende o produto

  • Poupa tempo. Em vez de gastar tempo e dinheiro em viagens à procura dos fornecedores certos, o representante local faz isso por ti;
  • Sem barreiras linguísticas. Muitas vezes, os fornecedores mais baratos estão num país que não conheces e que falam a tua língua. O agente local, como o próprio nome indica, é alguém que vive na zona e, por isso, fala a língua local e a língua do país da empresa. Desta forma, pormenores que poderiam ser mal interpretados são traduzidos de forma eficiente e correcta;
  • Certificação de qualidade. O agente local é o primeiro interessado em que tudo corra bem. Se o negócio correr bem, sabes que continuarás a ter trabalho. Logo, não vai recomendar fornecedores que não correspondam à qualidade exigida;
  • Custos de produção mais baixos. Se estás a recorrer a um sourcing agent é porque já reconheces a existência de fornecedores mais baratos num determinado país. Por sua vez, o agente local pode ajudar na negociação para que consigas sempre o melhor preço.

Vantagens para fornecedores

  • Contacto com novas empresas. O mundo não termina em Portugal. Há várias empresas lá fora que procuram os produtos e serviços que prestas como fornecedor e que estão à tua procura.;
  • Melhores contratos. Habitualmente, uma empresa que procura fornecedores em Portugal (ou num país diferente do seu), fá-lo porque existe maior procura do produto que revende. Pode ser uma vantagem e pode ajudar-te a conseguir melhores contratos e mais duradouros;
  • Mais rentabilidade. De igual forma, estas empresas não procuram só preço, mas também qualidade. E produto de qualidade é com certeza o que gostas de vender e é, também, o que te dá mais rentabilidade.

Custos de um sourcing agent

Pode ser pago de diferentes formas.

Alguns agentes locais preferem receber uma percentagem sobre o montante da encomenda; outros preferem garantir um rendimento mensal fixo.

O custo de um agente local deve ser sempre acordado entre o agente e a empresa que o contrata.

Desta forma evitam-se dissabores para ambas as partes e definem-se regras.

Um representante local que trabalhe com base na comissão, pode cobrar entre 2-10% do montante da encomenda.

Isto é, se uma empresa em França encomenda 20.000€ de material a uma empresa em Portugal, o agente local cobrará entre 400-2.000€ pelo serviço prestado.

Regra geral, o valor da comissão varia em função do valor da encomenda.

Ou seja, se o custo da encomenda for de apenas 2.000€, a comissão deverá ser de 10% (200€). Se a encomenda for de 50.000€, a comissão poderá ser ajustada para 5% (2.500€).

Outros agentes locais preferem pagamento à hora.

Regra geral, as empresas apenas optam por pagamento à hora no início, enquanto estão ainda a conhecer o agente, ou para efeitos de pesquisa.

As horas trabalhadas são acordadas entre ambas as partes e o custo por hora pode variar entre 10-15€.

Para aqueles que preferem um rendimento mensal fixo, é feito um acordo que funcionará quase como um part-time.

Existe uma avença mensal acordada, onde são definidas as funções e horas estimadas de trabalho do sourcing agent.

O modelo de pagamento mais utilizado acaba por ser uma mistura dos dois primeiros.

É acordado um valor mínimo de retribuição pelos serviços a prestar, mas que pode variar em função de um negócio fechado e do volume da encomenda.

Por exemplo:

A empresa ABC contrata um sourcing agent para que lhe encontre 3 fornecedores de etiquetas em Portugal.

Acordam que o agente terá como tarefas: pesquisa, contacto, tradução, comunicação e supervisão da encomenda enviada.

A empresa ABC e o agente local acordam que para a pesquisa e orçamentação de até 10 empresas diferentes (para posterior escolha da empresa ABC), existirá uma retribuição mínima de 100€.

Na eventualidade de a empresa ABC avançar com uma (ou mais) encomendas a uma das empresas indicadas pelo agente local, o agente recebe uma percentagem sob o valor dessa encomenda:

  • Valor da encomenda até 5.000€: 10%;
  • Valor da encomenda entre 5.000€ e 10.000€: 7,5%;
  • Valor da encomenda entre 10.000€ e 25.000€: 5%;
  • Valor da encomenda superior a 25.001€: 4%.

Caso a encomenda seja feita e uma comissão seja atribuída, essa comissão substitui a retribuição mínima acordada de 100€.

Quem pode contratar um sourcing agent

Qualquer pessoa ou empresa (revendedora de produto ou fornecedor) pode contratar um sourcing agent.

Em Portugal, somos fortes no têxtil e no calçado (por exemplo) e várias empresas estrangeiras escolhem fornecedores portugueses por representarem qualidade a um preço mais baixo.

Para fornecedores em Portugal, um representante local pode ajudar a:

  • aumentar a rede de compradores estrangeiros;
  • angariar novos mercados;
  • e consequentemente a aumentar a exportação.

Para empresas estrangeiras que procurem fornecedores em Portugal, um agente local pode ajudar a:

  • encontrar o fornecedor certo;
  • comunicar os detalhes do que procura;
  • encontrar a melhor relação qualidade/preço;
  • supervisionar a qualidade da encomenda;
  • facilitar toda a comunicação entre empresa e fornecedor.

Para emigrantes que procurem fornecedores em Portugal, um representante local pode:

  • garantir o envio de uma encomenda importante;
  • encontrar trabalhadores experientes e de confiança;
  • facilitar a comunicação mesmo quando não está cá.

Como contratar um sourcing agent

A busca por um sourcing agent não é diferente da contratação de outro profissional.

É importante garantir que a pessoa em questão consegue prestar o serviço e que o faz com rigor.

Ou seja, a pessoa que vais contratar tem de falar a tua língua (e ainda a do país do fornecedor) e tem de conseguir realizar no trabalho no melhor dos seus interesses.

A melhor forma de garantir que contrata um bom agente local é seguindo esta lista:

  • Define o local. Saber exactamente qual o país ou cidade onde queres procurar os fornecedores vai ajudar-te a filtrar a quantidade de representantes locais. Com certeza não vais procurar um representante local espanhol para fazer negócios em Portugal. Se assim fosse, não se chamaria um “representante local.” Para além desta filtragem, deverá também procurar apenas aqueles que falem a tua língua;
  • Definir o que precisa. Saber exatamente o que precisas vai ajudar na pesquisa pelo agente local e também vai ajudar o próprio agente na pesquisa dele. Os bons agentes locais podem já ter uma base de dados de determinadas empresas/setores e serão frontais contigo caso não se sintam confortáveis em realizar o trabalho. Lembra-te: o agente local recebe tanto quanto os negócios que a tua empresa vai fazer, por isso não lhe é vantajoso fazer um mau negócio;
  • Definir um orçamento. Tanto para a contratação do agente como do produto. Desta forma tens novamente de filtrar a quantidade de agentes que querem (ou podem) trabalhar contigo. Dica: estabelece um intervalo de preços e deixa que o agente também te dê conselhos;
  • Faz perguntas. É aconselhável que faças perguntas ao potencial representante local sobre a forma como ele trabalha. Onde consegue os contactos, com que tipo de empresas/sectores trabalha, se recebe alguma comissão por recomendar determinados fornecedores às empresas, qual o seu portfolio ou currículo, etc.
  • Define condições de trabalho e pagamento. Um bom agente não começa a trabalhar sem antes definir os objetivos e inclusões do serviço e os termos de pagamento. A negociação deve ser feita entre ambos ainda antes do início da prestação de serviços.

A Bizy – Gestão de tempo presta este serviço?

Sim, a Bizy presta o serviço de sourcing agent, incluíndo-o na prestação de serviços de assistente virtual.

A facilidade linguística da nossa equipa permite-nos trabalhar com diferentes mercados.

Atualmente, falamos Inglês, Alemão, Francês e Espanhol (para além do Português, claro), o que nos dá acesso aos seguintes mercados:

  • Portugal;
  • Alemanha;
  • França;
  • Espanha;
  • Reino Unido;
  • Suíça;
  • Luxemburgo;
  • Áustria.

Outros países falantes de inglês estão naturalmente incluídos.

Precisas de um representante local para a tua empresa? Estamos à tua espera 😉

Deixe um comentário