Publicidade nas Redes Sociais

Conheces o ditado “Quem não é visto, não é relembrado”?

O artigo de hoje é, de uma forma geral, o ditado aplicado às redes sociais e ao teu negócio.

A publicidade nas redes sociais é um tema em voga já há vários anos.

Por uns, é considerada uma forma de enriquecimento: pessoal e monetário. Muitas empresas cresceram porque apostaram em publicidade online.

Para outros, no entanto, fazer publicidade nas redes sociais ainda é um bicho de sete cabeças e acreditam piamente que não precisam de investir.

Se há realmente necessidade em investir ou não, isso é algo que depende dos objetivos da empresa/negócio:

  • O teu negócio é apenas para pagar as tuas contas e tirar um salário mais baixo, mas suficiente para viver? Então não invistas.
  • O teu negócio é algo que queres escalar ao ponto em que o teu tempo é cada vez mais valioso e trabalhas menos para ganhar mais? Então tens que investir.

Publicidade nas Redes Sociais: Como faz crescer o negócio

Voltemos ao ditado.

Se quem não é visto, não é relembrado, então o seu negócio/empresa tem que estar visível a novos e atuais clientes.

Há uns anos, quando as redes sociais ainda não eram tão monetizadas, ter uma página de Facebook era o suficiente para poder dizer que está visível e online.

Atualmente, no entanto, o alcance orgânico das redes sociais é muito baixo. No Facebook é algo como 3% (em média), podendo chegar a 6% quando há mais interação.

Em números, o que significa isto?

  • A tua página tem 1.000 gostos;
  • Numa publicação com alcance médio, apenas 30 pessoas são alcançadas.

Como assim, 30 pessoas?! Em 1.000??

É frustrante, talvez seja essa a palavra que procura.

No Instagram, o alcance é maior, mas ainda assim os conteúdos e publicações não são visíveis para toda a gente que segue a tua página comercial.

A única forma de realmente aparecer para mais pessoas é fazendo publicidade nas redes sociais.

Ou seja, pagando para aparecer. E, ao aparecer, ser relembrado.

5 Passos para fazer Publicidade nas Redes Sociais

publicidade online

Há, como em tudo, uma forma melhor e pior de fazer anúncios nas redes sociais.

Passo nº 1 – NÃO utilizar o botão Impulsionar

É muito tentador (mesmo!) carregar no botão Impulsionar (ou Promover). O CTA (chamada para a ação) que o Facebook e o Instagram usam para nos fazer carregar é demasiado boa: “atinge até XXX pessoas com esta publicação.”

Não só é tentador chegar até àquelas pessoas todas, como é tentador demorar menos de 2 minutos a fazer um anúncio assim.

Mas o botão Impulsionar tem 2 defeitos muito grandes:

  1. Funciona lindamente da primeira vez, o que vai fazer com que queiras clicar nele novamente. Mas, regra geral, nunca consegue os mesmos resultados;
  2. Estás a fazer o anúncio para qualquer pessoa que o Facebook escolhe, e não o teu cliente ideal. Sim, podes chegar a milhares de pessoas. Mas serão as pessoas certas para comprar o teu produto/serviço?

Fazer “Impulsionar” nas publicações é o mesmo que deitar dinheiro fora. É um pouco por causa de botões como este que a maioria das pessoas não acredita que pode ganhar dinheiro com anúncios. Daí que seja o primeiro passo desta checklist.

Passo nº 2 – Definir Concretamente o Objetivo da Campanha

Podes pensar que isto é básico, mas olha que não…

De forma muito sumária, há diferentes tipos de publicidades para diferentes tipos de fases.

O cliente pode ser:

  • Alguém que nunca ouviu falar de ti. Logo, tens que anunciar para que ele te conheça;
  • Alguém que já ouviu falar de ti, segue a página, mas ainda não interagiu. Aqui, o anúncio vai apelar a que ele/ela interaja;
  • Alguém que já conhece o negócio, já interagiu e está à espera que tu digas “compra” para ele/ela comprar.

No Facebook e Instagram, estas 3 fases chamam-se: Divulgação, Consideração, Conversão.

Passo nº 3 – Definir Para QUEM vais Anunciar

Fazer publicidade nas redes sociais sem definir para QUEM vais anunciar é o mesmo que faz o botão impulsionar: é deitar dinheiro fora.

Saber para quem anuncias é o que te permite poupar dinheiro.

Como? Ao escolher a tua Persona, vais anunciar para um tipo específico de cliente/pessoa, tipo esse que é aquele que considera o cliente ideal.

O cliente ideal é alguém que vai precisar do teu produto/serviço, logo, passas a ser alguém que mais rapidamente vai interagir e comprar de ti.

Na plataforma Facebook Business (que é a que estamos a abordar neste artigo), podes usar a ferramenta de Públicos para definir a tua persona.

Não apenas isto, mas podes inclusive anunciar para pessoas específicas que já interagiram consigo. Ou seja, pessoas que já passaram a fase 1 e já estão na fase 2 e, por conseguinte, mais perto de comprar.

Passo nº 4 – Definir ONDE vais anunciar

Literalmente, em que lugar. Porque isso vais definir o tipo de anúncio que vais fazer.

Será apenas no Facebook? Só no Instagram? Nos dois?

Será no feed? Será um vídeo ou um story?

Tudo isto faz diferença na forma como o anúncio vai ser apresentado às pessoas e também faz diferença (naturalmente) nos resultados.

Um formato errado pode fazer com que o anúncio não seja aprovado, com que não seja divulgado, e com que a pessoa nem goste de o ver.

São pormenores importantes que farão toda a diferença no orçamento.

Da nossa experiência, os anúncios funcionam melhor nestes locais:

  • Feed (Facebook & Instagram). Pode ser apenas uma imagem ou um carrossel;
  • Stories (Instagram);
  • Pesquisa/Explorar (Instagram);
  • Vídeos (Facebook & Instagram).

Não utilizamos (pelo menos de forma vantajosa) os outros locais, como o Marketplace, Audience Network, etc.

Para quem está a começar e quer dar um passo de cada vez, pode selecionar a opção de “locais recomendados” que a plataforma Facebook Business sugere.

Passo nº 5 – Analisar os Resultados

A publicidade está online nas redes sociais. Parabéns!

Mas o trabalho não acaba aqui.

Para realmente ter resultado é necessário analisar e monitorizar os anúncios e ajustar sempre que necessário.

Talvez a Persona não esteja bem definida e seja necessário um novo teste. Talvez o texto ou a imagem não sejam os ideais.

Nunca se sabe ao certo. Mas fazer publicidade nas redes sociais também implica análise para que tudo dê certo.

Vale a Pena Fazer Publicidade Online Sendo um Negócio Físico?

Vale a pena seja em negócio físico ou online.

No caso do negócio físico, há outros tipos de publicidades que se podem fazer que limitam a geografia da pessoa e ajudam o cliente a encontrar a sua loja.

O melhor a fazer é explorar a plataforma e as várias formas de publicidade. Testar, testar, testar.

Só assim saberás o que resulta.

Se não tens grandes investimentos a fazer, não há problema. Podes investir 1€ por dia e ainda assim consegues chegar a centenas de pessoas – pessoas que são o teu cliente ideal e que estão mais próximas de comprar!

Gostaste deste artigo? Deixa o teu comentário 🙂

Deixe um comentário