5 Dicas Para Gerir Melhor as Redes Sociais

Tempo de Leitura: 6 minutos

Quando cria o seu negócio, um dos grandes passos é criar a sua presença online. Das quais fazem naturalmente parte as redes sociais.

Ao longo deste artigo, vamos deixar algumas dicas para gerir melhor as redes sociais do seu negócio, de forma a que as consiga rentabilizar.

A lista abaixo é um exemplo hipotético da forma como estrutura a criação da sua presença online:

Website?Criado
Página de Facebook?Criada!
Perfil de Instagram?Criado!
Canal de YouTube?A analisar.
Página de LinkedIn?Feito!
Pinterest?Talvez.
Twitter?Irrelevante.

Nesta lista estão 7 potenciais plataformas de redes sociais.

Que trabalhão!” – diz você.

E com razão. Porque não precisa de estar em todas elas. Apenas nas mais relevantes.

Com milhões de pessoas activas diariamente nas redes sociais, definir o seu público e plano de acção é relevantes para também determinar as redes sociais em que quer estar activo.

Mais que isso: é importante saber as redes sociais em que consegue estar activo.

Pois de nada adianta estar em 7 plataformas se nem consegue gerir 2.

É aqui que entra a fórmula de gestão das redes sociais e as dicas que hoje lhe apresentamos.

plano de marketing gratuitoFaça download
do nosso
Plano de Marketing
Gratuito

5 Dicas Para Gerir Melhor as Redes Sociais

Dica 1. Escolher redes sociais que são relevantes

Como indicado acima, não se comprometa com mais redes sociais que aquelas que consegue gerir.

Será que o seu cliente ideal (a sua Persona) está no Twitter? No Facebook? No Instagram?

Até pode estar em todas as três, mas talvez você não tenha conhecimentos sobre o Twitter ou o Instagram e se sinta infinitamente mais confortável com o Facebook e o LinkedIn.

Escolher as redes sociais que são relevantes para o seu negócio é uma mistura de duas coisas:

  • Redes sociais que conhece e com que se sente confortável;
  • Redes sociais que o seu cliente conhece e onde procura informação.

Vamos tentar analisar alguns casos.

O Facebook tornou-se a rede social mais importante, seja no segmento B2B (business to business) como B2C (business to consumer).

Portanto, será seguro afirmar que o seu negócio tem que ter presença no Facebook, no mínimo.

Mas a nossa recomendação é que esteja presente em pelo menos duas redes sociais. Sendo apenas duas, a sua gestão é mais simples, ocupa menos tempo, mas consegue tentar alcançar clientes e potenciais clientes de duas formas diferentes.

Se o seu negócio é B2B, isto é, se vende a outras empresas, o LinkedIn é a rede social de referência.

Apesar de não ser muito falada, é a rede social em que efectivamente vai conseguir falar com pessoas (outras empresas) que precisam do seu serviço ou produto.

Se o seu negócio é B2C, isto é, se vende a cliente final, o Instagram é uma rede social de imenso alcance e poder.

Note, no entanto, que a interacção nesta rede social é mais frequente num público-alvo (uma Persona) mais nova. Os utilizadores diários têm, normalmente, entre 18 e 35/40 anos.

Mais ainda, o Instagram é uma rede de muita partilha e autenticidade, o que lhe pode trazer muito bons resultados! Recomenda-se, por isso, que dê a cara pelo seu negócio ao participar nesta rede.

A 4gnews tem um artigo interessante sobre o top 10 de redes sociais em Portugal. O artigo já é de Dezembro de 2019, mas a sua relevância continua actual.

Dica 2. Fazer um plano de conteúdo

Por vezes até pode parecer que não, mas aquelas pessoas e negócios que têm bons conteúdos e que conseguem bons resultados seguem sempre um plano.

Ter um plano de marketing é muito importante por estas razões:

  • Ajuda a estabelecer objectivos;
  • Ajuda a analisar os melhores e piores posts;
  • Ajuda a analisar as melhores e piores alturas do dia para postar;
  • Ajuda a organizar o nosso tempo;
  • Mantém seguidores à espera do conteúdo programado.

Podíamos enumerar mais, mas estas são as mais importantes.

Então, ter e seguir um plano de marketing é essencial para quem procura gerir melhor as suas redes sociais.

Desta forma, não só se começa a tornar um hábito para si publicar conteúdo em determinados dias e horas, como também o seu público vai começar a esperar por esse conteúdo.

Dica 3. Analise tudo

Manter a rede social activa usando um plano de marketing vai incutir hábitos aos seus seguidores.

Mas há uma outra vantagem associada: seguir o plano de conteúdo vai trazer-lhe imensas opções de análise ao seu actual público e à forma como as suas publicações estão a ser (ou não) proveitosas.

A imagem abaixo é apenas um exemplo da informação que as redes sociais lhe podem dar para o seu negócio.

Esta análise é do Facebook Insights (plataforma de análise do Facebook).

Esta página em particular pertence a uma agência de viagens. E repare bem naqueles números:

  • 70% das pessoas que seguem a página são mulheres;
  • Dessas 70%, 55% têm idades compreendidas entre 25 e 44 anos.

Esta informação é valiosíssima na altura de criar novo conteúdo ou novos anúncios.

Se uma quantidade tão alta do público que já nos segue são mulheres, então parte do nosso conteúdo deve ser direccionado a mulheres, compreendidas entre os 25 e os 44 anos.

Por outro lado, se queremos atingir mais público masculino, pode também lançar um desafio aos 29% de homens que seguem a página e perguntar-lhes que tipo de conteúdo gostariam de ver explorado.

Dica 4. Crie interacção com o seu público

Na dica 3 sugerimos perguntar ao público masculino que tipo de conteúdos gostariam de ver explorados na página. E não foi à toa.

As pessoas gostam de fazer parte de algo maior.

Isto significa que, se chamar as pessoas à acção, a participar, elas vão fazê-lo de bom grado!

Vai ser divertido para elas, vão sentir-se importantes e especiais por terem sido convidadas a participar, e o seu negócio também tira todo o proveito disso.

Todas as redes sociais convidam à participação. O Facebook tem “gostos” e “comentários”; no Instagram pode fazer stories e incluir questões simples de “sim ou não”, “isto ou aquilo” e tirar grande partido das respostas; o YouTube tem uma secção de comentários que funciona para vídeos postados ou vídeos ao vivo.

Ter redes sociais e não comunicar é o mesmo que ter um grande outdoor com o logotipo do seu negócio, mas não dizer a ninguém o que faz.

As pessoas esquecem-se, começam a prestar menos atenção, e eventualmente deixam de seguir porque não consideram o conteúdo relevante.

O que nos leva à 5ª dica…

Dica 5. Seja relevante para os seus clientes

Se já pergunta o que as pessoas gostam, use esse conhecimento e crie conteúdo de que realmente vão gostar.

Lembre-se da última vez que respondeu a um questionário de uma empresa. Quantas vezes sentiu que a sua resposta foi relevante?

E, quando não o sentiu, o que faria quando lhe pedissem para responder a mais dois novos questionários?

Provavelmente ignorava esses pedidos. E provavelmente até deixasse de seguir a marca. Pois no fundo não quiseram saber da sua opinião.

Quando os seus clientes sabem que se importa realmente com eles, serão os primeiros a querer falar consigo quando precisarem de ajuda.

O seu conteúdo tem que ser relevantes para eles, não para si e para o seu negócio. A ajuda que lhes vai dar é para os beneficiarem, e não a si.

Crie conteúdo que seja relevante para o seu cliente e os resultados inevitavelmente aparecem.

Gerir melhor as redes sociais é um passo certo no crescimento do seu negócio

As redes sociais aproximam-nos dos nossos clientes e futuros clientes. E todos os empreendedores que tiram o melhor partido delas, fazem os seus negócios crescer.

Use as ferramentas que tem ao dispor para perceber o seu cliente e responder às necessidades deles. Se o seu cliente está disponível para lhe dizer o que precisa de si, ouça-o. E comunique com ele.

Vamos fazer um sumário das partes importantes 🙂

5 dicas para gerir melhor as redes sociais

Dica 1. Escolher redes sociais que são relevantes. Não se esqueça que não precisa de estar em todas e que isso pode inclusivamente prejudicar a sua imagem. Lembre-se do ditado: “mais vale poucos e bons, que muitos e fracos.”
Dica 2. Fazer (e cumprir) um plano de conteúdo. Ter um plano vai ajudá-lo a si a organizar melhor os seus conteúdos, ao mesmo tempo que os seus clientes também vão criando hábitos sobre quando e como podem consumir os conteúdos que cria.
Dica 3. Analise tudo. Conheça o seu público (a sua Persona), veja quais as publicações que funcionam melhor, as que criam mais interacções. Talvez esteja a apostar em conteúdo que não seja o adequado.
Dica 4. Crie interacção com o seu público. As redes sociais, como o nome indica, permitem socializar, comunicar. Faz todo o sentido comunicar com o seu público e interagir com ele! O seu público quer fazer parte e o seu negócio precisa que ele faça parte, que ele lhe diga como se pode tornar cliente.
Dica 5. Seja relevante para os seus clientes. Toda a gente gosta de consumir conteúdo que he seja relevante. Mais que isso, gosta de seguir marcas e páginas que lhes são relevantes. Se comunica com o seu cliente, já sabe o que é relevante para ele. Use esse conhecimento!

Se não tem tempo para a gestão das redes sociais

Peça ajuda 🙂

Nunca abdique da presença nas redes sociais porque não tem tempo, pois estará a perder dinheiro e negócio.

Se não tem tempo para gerir as suas redes sociais, pode contratar um assistente virtual ou um gestor de redes sociais.

O custo da ajuda é facilmente pago com os resultados que vai tirar por gerir melhor as redes sociais que tem activas.

Peça orçamentos, faça perguntas, e escolha o melhor profissional.

Se quer tentar começar a gerir melhor as redes sociais por sua conta, pode começar por ler este artigo, que o ensina a analisar a sua presença online, e fazer download do Plano de Marketing gratuito que a Bizy usa para a gestão das suas redes sociais.

Gostou deste artigo? Partilhe connosco as suas dicas 🙂

Deixe um comentário

Olá 👋 Podemos ajudar?