copywriting para videos curtos

Copywriting para vídeos curtos

Copywriting costuma ser algo desafiante para muita gente.

Mas copywriting para vídeos traz todo um nível de dificuldade acrescido.

E quando têm de ter menos de 1 ou 2 minutos? Está o caldo entornado!

Para te facilitar a tarefa, este artigo de blog vai ser curto, mas vai ajudar-te a criar copy para vídeos curtos.

Copy para vídeos – É mesmo necessário?

Há, essencialmente, dois tipos de vídeos a circular na internet ou televisão:

  1. Vídeos para entreter
  2. Vídeos para vender

No caso do entretenimento, o copywriting não é absolutamente necessário.

Mas, quando o objetivo é vender, tens de aprender a aplicar copy.

Portanto, antes de mais nada, tens de definir se o teu conteúdo tem como objetivo entreter ou vender.

E, a partir daí, aplicas copy (ou não.

Copywriting para vídeos curtos passo a passo

Qual é a moeda mais importante da internet?

Podes dizer que é a Bitcoin… Mas a resposta está errada.

A moeda mais importante da internet é a tua atenção.

E isto aplica-se à televisão, à rádio, ao jornal…

Qualquer tipo de marketing tem, antes de mais nada, que chamar a atenção.

Com vídeos não é diferente.

E porque é que a atenção é a moeda mais importante?

Porque a tua atenção traduz-se em dados.

Dados esses que são usados para fazer dinheiro.

Nas redes sociais, esses dados são usados por pessoas como a Bizy, que usam a tua forma de interagir com conteúdos para criar anúncios específicos a ti.

Se a moeda mais valiosa da internet é a atenção, não podes simplesmente deitar isso fora.

Tens de saber chamar a atenção e reter a atenção, senão estás a perder tempo e dinheiro.

E é aí que entra o copywriting para vídeos.

Passo 1: Chamar a atenção

copy para videos chamar a atenção

Há várias formas de chamar a atenção com vídeos.

Podes fazê-lo com perguntas, por exemplo.

O nosso cérebro não gosta de não saber a resposta a perguntas, logo, cria-se uma necessidade de perceber o que se está a passar.

Quando isso acontece, já tens a atenção da pessoa.

Outra opção é com metáforas e comparações.

Estas são formas simples de atrair a atenção das pessoas porque ajudam a comparar termos que, de qualquer outra forma, seriam incomparáveis.

Exemplo: o marketing explicado como a confecção de um bolo.

Este tipo de comparações ou metáforas curiosidade e isso também cria um loop aberto na cabeça de quem ouve.

Histórias cativam muito também, porque o ser humano tem uma tendência intrínseca a gostar de histórias.

Podes começar o copy para o teu vídeo por dizer algo como “eu comecei de forma XPTO” ou “eu comecei com 10€ na carteira e em 2 meses consegui chegar aos 1000€.”

Outra excelente forma (e a última dos nossos exemplos) é começar com algo contra-intuitivo.

Ou seja, que as pessoas não estão habituadas a ouvir.

Se começas um vídeo a dizer “ter unsubscribe nos emails é muito bom”, garantidamente vais chamar a atenção de quem usa email marketing (por exemplo).

Passo 2: Reter a atenção

copy para videos reter a atenção

Conseguir captar a atenção é um excelente início.

Mas a verdade é que o desafio só começa agora…

A partir de agora tens pouco tempo para garantir que reténs a atenção da tua audiência.

É demasiado fácil chamar a atenção da pessoa para a perder logo em seguida.

Então é muito importante que o teu copywriting consigas reter essa atenção para lhe agregares valor.

E depois a pessoa estar mais perto de cumprir o passo 3.

Então, depois de chamar a atenção, o conteúdo tem de ser muito bom, mas a forma como o passas também.

O que traz novamente à luz a importante de ter bom copywriting para vídeos.

Neste caso, aconselhamos que uses algumas destas formas em conjunto.

Comparações

Não precisas de inventar a roda para explicar algo a alguém.

O ideal é aproveitar termos que o teu potencial cliente está habituado a ouvir e usar esses termos para explicar alguma coisa.

Há pouco usamos o exemplo de um bolo para explicar como funciona o marketing.

A Marisa também já comparou uma árvore à estrutura de campanhas de anúncios do Facebok, por exemplo.

Comparar faz com que as pessoas sigam melhor o teu raciocínio e vai ser uma forma de elas reterem mais o conteúdo também.

Dá-lhes a tua visão das coisas

Podes ter uma ideia completamente diferente e que esteja bem dentro da tua linha editorial e do branding.

A Bizy, por exemplo, tem uma mentoria em que explica os conceitos de storytelling às pessoas usando a saga Harry Potter como base.

O que fizemos foi pegar nos livros e filmes e começamos a usar isso para explicar conceitos de storytelling.

Porque a nossa audiência conhece minimamente a saga e alguns termos.

Passo 3: Chamar à Ação (CTA)

copy para videos chamar a ação

Não incluir uma chamada para a ação no copywriting do teu vídeo é a mesma coisa que dar um bilhete de avião em branco a alguém.

Estamos a dar-lhe algo, mas a pessoa não tem direção.

O teu potencial cliente precisa de saber qual é o próximo passo.

Nem toda a gente que vê o teu vídeo até ao fim vai saber, implicitamente, qual é o próximo.

Garante que incluir espaço para um CTA no teu vídeo.

Usar script: sim ou não?

Criar copywriting para vídeos curtos não é fácil…

E é ainda mais complicado se tiveres de inventar tudo com a câmara a olhar para ti!

Por isso, nós aconselhamos vivamente que tenhas um script.

Dessa forma garantes que segues os 3 passos da melhor forma e que realmente chamas e reténs a atenção da tua audiência.

Depois, para além desta clara vantagem, ter um script já pronto faz com que rentabilizes o teu tempo de gravação.

Aquilo que podia demorar 10 takes ou 3 horas a gravar pode estar feito em 30 minutos.

E tempo é dinheiro 🙂

Da próxima vez que estiveres a fazer vídeos curtos para as redes sociais ou anúncios, volta a ler este artigo e usa-o como uma boa base e estrutura para criar o teu copywriting para videos.


Queres receber as nossas newsletters semanais? Preenche o formulário abaixo. Podes cancelar a qualquer momento.

.