fbpx

Como definir objetivos para 2021

O ano está quase a terminar e é a altura perfeita para se sentar e escrever o seu plano para 2021.

Sim, mesmo que uma das coisas que 2020 nos tenha ensinado é que os planos, muitas vezes, voam pela janela!

Abra a porta à oportunidade. Nunca houve melhor altura para se ser empreendedor como agora.

Tem todas as ferramentas à sua disposição, e tudo começa com planeamento e definição de objetivos.

Quais os objetivos que pretende atingir? Qual é o seu plano para lá chegar? Como definir objetivos que sejam ambiciosos, mas atingíveis?

Para responder a esta perguntas há 5 fases pelas quais acreditamos que todos devemos passar.

Estas fases vão-nos ajudar a ter uma visão estratégica, não apenas sobre o que queremos do nosso negócio, mas também sobre o que queremos da nossa vida!

E isto vai influenciar também o seu mindset de empreendedor.

1. Refletir

O primeiro passo de como definir objetivos é refletir.

Isto porque há questões importantes que deve colocar a si próprio.

Estamos a falar dos três pilares a considerar ao estabelecer o seu plano.

Perguntas que tem de fazer a si próprio para ver o crescimento, algumas coisas que pode realmente precisar de deixar de fazer para ajudar o seu negócio a crescer, e como ser honesto consigo mesmo dará os melhores resultados.

É uma forma de perceber e justificar os números que colocaremos posteriormente no papel.

É o passo mais difícil de dar para muitos de nós, mas também o mais importante.

Pilar 1 – Dinheiro

Neste 1º pilar de como definir objetivos vamos responder às seguintes questões:

  • De quanto é que precisa para viver (considerar não só as necessidades individuais mas também familiares)?
  • Quais são as suas despesas atualmente?
  • Quais são as suas receitas atualmente?
  • Qual a receita que necessita que o seu negócio atinja?
  • Quais as suas fontes de receita?

Uma parte muito importante de um negócio é a capacidade de nos conseguirmos pagar a nós próprios.

Este “pequeno” pormenor leva-nos imediatamente para outro patamar, onde reforça o sentimento de que tem um negócio a sério, de que é um empreendedor!

Pilar 2 – Estilo de Vida

Tal como no pilar 1, também aqui vamos responder a algumas questões que nos permitirão avaliar que tipo de vida queremos ter, e se estamos efetivamente a ter receita suficiente para suportar esse estilo de vida.

  • Quanto tempo quer trabalhar? (seja nº de horas, períodos do dia ou dias da semana)
  • Que estilo de vida que ter? (por exemplo, ir ao restaurante ABC umas x vezes por ano, viajar para qualquer lado sem pensar em valores, ir ao spa 2 vezes por mês, praticar um determinado desporto, doar consistentemente x% dos lucros para uma dada instituição, etc.)
  • Que montante é necessário para suportar esse estilo de vida?

Pilar 3 – Negócio

Por fim, vamos avaliar o seu negócio.

  • O que precisa de mudar no seu negócio?
  • O que precisa de deixar de fazer?
  • O que precisa de começar a fazer?
  • De que necessita?
  • De que necessita para acreditar em si como empreendedor?

Ao responder a estas perguntas vai conseguir ter uma noção de como definir objetivos e do que necessita para os atingir.

Talvez precise de diversificar as fontes de rendimento, ou alterar os preços dos serviços.

Talvez precise de estabelecer limites junto dos seus clientes de modo a trabalhar apenas nos dias e horas que pretende.

Ou, quem sabe, talvez precise de deixar de tentar “apanhar” todos os potenciais clientes que aparecem e agarrar apenas aqueles que realmente quer e lhe pagam de acordo com os seus objetivos.

Talvez veja que o seu negócio precisa de implementar processos e sistemas, melhorar planeamento e gestão de projetos e criar automações que lhe permitam ter mais tempo.

“Se não conseguir planear, está a planear falhar.”

Benjamin Franklin

2. Rever

Neste segundo passo de como definir objetivos é hora de rever o que foi feito durante o ano anterior.

Há atividades em que está a perder tempo e que poderiam ser substituídas por outras que tragam mais receita?

Por exemplo, ocupa grande parte do seu tempo no Instagram mas os seus clientes vêm todos do email-marketing? Talvez esteja na altura de repensar a sua estratégia de redes sociais!

Mas se há coisas que podem ser alteradas, há outras que podem ser reforçadas! Basta que funcionem!!

Devemos evitar a síndrome dos “shiny object“, ou seja, evitar a tentação de seguir uma ideia ou tendência sem primeiro ponderar o seu potencial e, como resultado, distrairmo-nos dos objetivos atuais.

3. Recompensar

Celebrar!

Recompensar-se por tudo o que alcançou no ano que passou, mesmo que não tenha atingido os seus objetivos na totalidade!

O que importa é que trabalhou para tal, esforçou-se.

E está na hora de relaxar um pouco e admitir que nem sempre tudo corre como planeado e que está tudo bem com isso.

“O grande perigo para a maioria de nós não reside em fixar o nosso objetivo demasiado alto e ficar aquém das expectativas; mas em fixar o nosso objetivo demasiado baixo, e alcançar a nossa meta.”

Michelangelo

4. Decidir

como definir objetivos
Foto de William Iven no Unsplash

Já avaliámos o que aconteceu este ano, vamos agora perceber como definir objetivos para o ano seguinte.

E sabemos como é…

Ano novo, vida nova, resoluções de ano novo são feitas a torto e a direito e no final de fevereiro já ninguém se lembra delas!

Não! Não podemos normalizar o desistir.

Num momento inicial desta fase podemos despejar ideias para o novo ano.

Não se preocupe se forem objetivos loucos ou até simples demais. Trata-se apenas de, num primeiro passo de como definir objetivos, deitar tudo cá para fora.

Depois, com calma, vamos refinar as nossas ideias e definir objetivos, no máximo 3.

Não têm que ser todos materiais ou relacionados com receitas. Podem ter a ver com mindset, por exemplo!

A regra de ouro é que sejam SMART, ou seja:

  • Específicos (Specific)
  • Mensuráveis (Measurable)
  • Alcancáveis (Attainable)
  • Realistas (Realistic)
  • Temporizáveis (Time-bound)

Por exemplo, aumentar o número de vendas do produto X em 50%, no primeiro trimestre de 2021, junto de mulheres entre os 25 e os 34 anos.

E dizemos apenas 3 objetivos porque mais do que isso e corremos o risco de não nos focarmos em nenhum deles.

A ideia é precisamente o oposto.

É criar um compromisso entre nós e esses objetivos, quase como se de um casamento se tratasse.

Não interessa qual o objetivo, interessa o nosso comprometimento, como empreendedor, com ele.

5. Agir

Por último, temos a parte mais importante… Agir!

De nada nos serve saber como definir objetivos, refletir, rever, recompensar, decidir, se não passarmos à ação e ser um empreendedor que concretiza os seus planos.

Mas se ter um objetivo anual pode parecer um pouco intimidatório, o “truque” é dividi-lo em partes mais pequenas, mais fáceis de atingir, e que não nos desencorajem de atingir o objetivo maior.

Um pequeno exemplo…

Imaginemos que quer aumentar o seu número de clientes em 100% no próximo ano.

À primeira vista pode parecer algo completamente assustador, mas o que interessa é que vamos dividir este objetivo em pequenas ações que são perfeitamente possíveis de realizar ao longo dos trimestres (por exemplo, participar em eventos de networking, desenvolver uma estratégia de Instagram, entre outros).

Isto ajuda a não nos preocuparmos em demasia com o objetivo final, o que nos poderia levar à frustração e desespero.

Apenas temos de nos focar em cada um dos trimestres e, passo a passo, vamos cumprindo as tarefas sem nos sentirmos assoberbados.

Mas atenção!

Quando começar a planear os seus dias, semanas, meses, trimestres, não basta dizer que vai tratar do marketing do seu negócio durante 2 horas por dia se não tiver 2 horas por dia para tal!

Como vai incorporar os seus objetivos no seu dia a dia? Como conjuga tempo pessoal e profissional? O planeamento vai evitar que se sinta a sufocar.

E tome atenção!

As coisas não vão correr sempre como planeado… e isso é normal! Chama-se VIDA!

Mas, se tiver um plano, um mapa das suas ações, será sempre mais fácil não descarrilar perante a adversidade.

E se precisar de ajuda a delinear uma estratégia, a delegar alguns dos serviços que lhe sugam o tempo e que o estão a impedir de alcançar os seus objetivos, fale connosco!

Deixe um comentário