Procurar
Close this search box.
Procurar
Close this search box.
começar em email marketing

Como começar em Email Marketing

Podemos começar por dizer uma verdade?

Os custos de marketing e aquisição de clientes só aumentam significativamente para quem ainda não está a construir uma lista de emails e a nutri-la.

Não podes escapar disto: ou continuas a pagar a outras plataformas para te trazer clientes e estás totalmente dependente delas; ou começas a construir uma boa lista de emails.

A sorte é que é cada vez mais simples começar em email marketing e é sobre isso que vamos falar neste artigo.

Porquê usar email marketing

Antes de falarmos do “porque deves usar”, vamos só tirar uns minutos para pensar nas razões por que tantas empresas e negócios ainda não usam email marketing.

Segundo uma sondagem que fizemos no nosso Instagram, existe duas razões principais:

Embora possa, realmente, existir uma barreira por causa de não se saber utilizar a plataforma, não acreditar que o email marketing funciona é sinal de que a pessoa não está atenta ao que se passa.

Toda a gente tem email.

Toda a gente tem o seu email no telemóvel.

E o que é que toda a gente usa todos os dias e nem sai de casa sem ele? Isso mesmo, telemóvel.

Portanto, o email funciona e é um elemento chave para qualquer negócio.

O verdadeiro lucro de um negócio surge quando consegues vender 2 ou mais vezes para a mesma pessoa.

E essa é apenas uma das coisas que o email marketing te permite fazer.

Mas deixo-te ainda com mais 3 vantagens para usar email marketing.

Vantagem 1 – Ter alguns processos automatizados

Processos de agendamento de primeiras reuniões (por exemplo) são infinitamente mais simples quando tens uma ferramenta de email marketing onde possas criar uma automação.

Isto é extremamente vantajoso para o cliente, porque recebe automaticamente comunicações tuas com informações relevantes sobre o teu negócio e sobre a reunião.

E também é muito vantajoso para ti também, porque tens uma ferramenta a filtrar os pedidos por ti.

Nós começamos a fazer isto em 2020.

Sempre que alguém precisava da nossa ajuda, mandávamos essa pessoa para uma landing page, a pessoa deixava o nome e email para poder agendar uma reunião, e, a partir daí, iniciava-se uma automação para que o potencial cliente preenchesse um formulário de pré-reunião.

automação reuniões

O formulário permitia-nos filtrar quem é que realmente estava interessado em ter a reunião gratuita, ao mesmo tempo que nos ajudava a desmarcar reuniões em que sabíamos que não podíamos ajudar a pessoa.

Vantagem 2 – Comunicação simplificada

Tanto com clientes atuais como potenciais, sem comprometer o teu domínio.

Não faz sentido enviar emails individuais aos teus clientes, porque esse tempo é precioso para outras tarefas.

Então podes enviar para um grupo ou segmento específico, do qual fazem parte todas as pessoas para quem queres enviar email.

Por exemplo, os nossos clientes de serviços fazem parte de um grupo na nossa ferramenta de email marketing, que é o MailerLite, e nós consigo enviar emails para todos quando vamos de férias, quando temos algum problema com algum serviço (exemplo: telefone), etc.

Vantagem 3 – Os 3 tipos de tráfego

Esta definição foi a Marisa quem leu, no livro DotComSecrets, do Russel Bronson.

Os 3 tipos de tráfego são estes:

  • Tráfego que compramos: isto é, quando fazemos anúncios online;
  • Tráfego que nos chega de referências: outros blogs que têm os nossos links, influencers, identificações nas redes sociais, etc.;
  • Tráfego que é nosso: email marketing, seguidores das nossas contas de redes sociais.

O tráfego que é nosso sobre o qual controlamos.

As pessoas podem ter chegado ao tráfego que é nosso através de publicidade online ou de referências; mas o objetivo é que ele se torne tráfego que é nosso.

Como começar em email marketing

Agora que já conheces o super poder que é ter uma lista de emails, vamos deixar-te aqui alguns passos para começar em email marketing.

Escolher a plataforma de email marketing

Antes de mais nada, tens de pensar onde queres deixar a tua lista sagrada.

Para te ajudar, vamos deixar-te a nossa opinião sobre algumas ferramentas de email marketing.

Vale dizer que já trabalhamos com estas ferramentas e este é um espelho da nossa opinião, opinião essa com que podes discordar.

O pior: MailChimp

A única vantagem do MailChimp está na quantidade de contactos que podes ter gratuitamente: 2000.

De resto, terminam aí as vantagens.

As automações apenas estão disponíveis em plano pago, os formulários não são fáceis de adaptar ao branding das empresas, e a plataforma em si é 2-3 vezes mais complicada de usar que o que devia ser.

Para além disso, quando é ultrapassado o limite de 2000 contactos gratuitos (ou 2000 emails enviados no mesmo dia), o MailChimp torna-se muito caro.

Deixa de valer a pena comparativamente a outras ferramentas.

O complicado: eGoi

O processo de criação de automação no e-Goi não é tão complicado quanto isso, mas faltam-lhe configurações simples na altura de criar o email.

Não é uma ferramenta intuitiva e precisa de algumas atualizações (pelo menos à data em que escrevemos isto, que é Janeiro de 2022).

Tem, no entanto, três excelentes vantagens.

Em primeiro lugar, é uma ferramenta portuguesa.

A sede da empresa é em Matosinhos e, portanto, ao optar por e-Goi estás a apoiar uma empresa portuguesa.

A segunda vantagem é que a ferramenta também age como CRM.

Ou seja, podes usar o e-Goi para centralizar todas as informações sobre clientes: vendas, carrinhos abandonados, histórico, etc.

Por último (mas não menos importante), podes enviar SMS’s através do e-Goi também.

SMS’s são excelentes para lançamento de infoprodutos e para eCommerce também.

O Ferrari: ActiveCampaign

É considerada a melhor ferramenta e, por isso, não é das mais baratas.

Mas, para além de agir como ferramenta de email marketing, também pode ser usada como CRM.

Tem ainda algo que não encontrei em mais nenhuma: lead scoring.

Lead Scoring é um processo no ActiveCampaign em que a ferramenta atribuiu uma pontuação a cada contacto por casa interação que a pessoa tenha.

Se abre um email ganha um ponto; se clica no link ganha 2 pontos; etc.

Este tipo de funcionalidades permite-te quantificar a qualidade da lista e ainda fazer campanhas e email marketing super segmentadas para quem tu acreditas que está mais perto de comprar um produto ou contratar um serviço.

Não recomendamos para quem esteja a começar, mas é, sem dúvida, o ponto onde todos devemos querer chegar.

A nossa escolha: MailerLite

Usamos desde o início pelas enormes vantangens:

  • Totalmente gratuito até 1000 contactos;
  • Podes usar automações, até mesmo no plano gratuito;
  • Planos pagos começam em 8€;
  • Podes ter o teu site construído aqui, mas não recomendo.

Aconselho o MailerLite para iniciantes pelas funcionalidades a que tens acesso, mesmo num plano gratuito.

Como começar a construir a tua lista de email

Existem (pelo menos) 4 formas simples de começar a construir a tua lista de email.

1) Fazer upload de todos os emails

Isto é, verificar a tua caixa de emails e procurar todos os emails de pessoas que tu acreditas serem potenciais clientes, e ainda os que já são clientes.

Passas esses emails para uma folha de Excel, onde te aconselhamos que deixes, pelo menos, estes 2 dados:

  • Nome
  • Email

Se tiveres contacto telefónico e/ou souberes outros dados que possam ser relevantes, também podes adicioná-los.

Mas aqueles dois são os mais importantes.

Porque te aconselho a incluir o nome?

Para que consigas fazer emails personalizados, com assuntos como “[nome], queres saber mais sobre isto?

2) CTA nas redes sociais

Literalmente, chamar as pessoas para a tua lista de emails.

Incluir um link onde as pessoas se podem inscrever na tua lista de emails para receber newsletters, informações relevantes sobre o teu trabalo e/ou nicho, etc.

Tens mesmo de dizer às pessoas qual é o benefício de se juntarem, caso contrário ninguém vai agir.

E não te preocupes se nos primeiros tempos não tiveres ninguém a cumprir o teu CTA.

Tal como noutras áreas, começar em email marketing é algo que se faz do zero e que demora algum tempo.

3) Botão, formulário ou pop-up no site

No final deste artigo, vais ter uma caixa onde podes deixar o teu nome e email para receber as nossas newsletters.

Em alguns websites de eCommerce, é natural que, numa primeira utilização, te surja um pop-up a pedir os teus contactos em troca de algo.

No eCommerce é habitual ser um desconto de 10% numa primeira compra.

Esta é uma boa forma de angariar pessoas para a lista.

E, não, não vai ser intrusivo. Porque a pessoa pode fechar o pop-up ou ignorar o formulário ou botão.

A pessoa que visita o teu site tem de ter uma escolha: deixar o email ou não deixar.

A partir daí, a decisão é dela.

Mas tu não perdes nada em ter este tipo de ferramentas e funcionalidades. No máximo, ganhas novos contactos.

4) Publicidade online

Podes investir (comprar tráfego) para trazer as pessoas para a tua lista.

Podes oferecer uma checklist em troca do email, enviar a pessoa para teu site onde, depois, ela recebe um pop-up, ou convidá-la a participar num evento gratuito.

O importante é que agregues sempre valor à pessoa antes de lhe pedir algo em troca (contactos).

Mas é uma excelente forma de pegar na teoria dos 3 tipos de tráfego e começar já a trabalhar para transformar tráfego que compras em tráfego que é teu.

O maior erro do email marketing

É, infelizmente, cometido por milhares de empresas.

Neste momento, em que estás a ler este artigo, este erro está a ser replicado e está a prejudicar o marketing por email dessas milhares de empresas.

O maior erro para quem está a começar em email marketing é comprar contactos.

Tentar comprar uma lista de emails, por mais qualificada que possa parecer, é dar um tiro no pé.

Pensa: gostas de receber contactos de alguém com quem nunca falaste?

Gostas de receber emails de empresas a quem juras nunca ter dado o teu email?

Provavelmente não…

Mas, ao comprar uma lista de emails, é precisamente isso que estás a fazer com os teus “potenciais clientes.”

Não cometas esse erro, não comeces logo com o pé esquerdo.

Com o RGPD, este erro é ainda mais grave.

O teu próximo passo em email marketing

Quem não tem uma avó, tia, padrinho (etc.) com um conjunto de loiça que só está a ganhar pó no armário por falta de uso?

De nada te vale ter uma lista de emails se não falas com a tua lista.

Então, da mesma forma que planeias conteúdo para redes sociais, tens de pensar num plano para fazer conteúdo para a lista.

Não precisa de ser conteúdo totalmente novo; podes fazer um resumo dos melhores conteúdos da semana ou do mês.

E, à medida que vais escrevendo mais emails, vais ficando bem melhor a escrever emails também.

Que negócios beneficiam de email marketing

Todos.

E não estamos a exagerar.

A moeda mais valiosa da internet atualmente são os dados – que é aquilo que tu tens com uma lista de email marketing.

Portanto, ao começar em email marketing, o que estás a fazer é começar a construir a tua “moeda digital” para, num futuro próximo, tirares vantagens dela.

Exemplos de negócios que beneficiam de email marketing

Negócio de Tosquia para Cães:

  • Criar listas específicas para quem tem 1 cão, 2 cães, etc.;
  • Pegando nessa lista, relembrar os donos de que está a chegar a altura de voltar a fazer tosquia;
  • Agregar valor (por email) sobre temas de interesse para os donos;
  • Enviar promoções mensalmente ou semanalmente.

Serviços de Marketing:

  • Promoções de serviços;
  • Novos recrutamentos;
  • Histórias de sucesso de clientes atuais (excelente para enviar a toda a lista);
  • Newsletters com um sumário das novidades no marketing;
  • Etc.

Churrasqueira:

  • Enviar menu ou sugestão da semana;
  • Pedir sugestões de novos pratos;
  • Pedir feedback sobre o serviço e a comida;
  • Etc.

Estes são apenas 3 exemplos, mas, pela disparidade de cada um, já consegues entender como a utilização do email marketing pode ser versátil e se pode adaptar ao teu negócio.

Conclusão

Ao longo deste artigo, tentamos mostrar-te quão simples é começar em email marketing.

A lista sempre foi importante e, à medida que os custos de publicidade aumentam, e a privacidade das pessoas é mais protegida, mais importante passa a ser.

Pois, numa lista de emails, tu tens acesso à informação em primeira mão, sem depender de alguém que ta venda.

Na dúvida, começa a tua lista hoje.

Não tens nada a perder, mas tens muito a ganhar.

E, se quiseres receber conteúdos nossos todas as semanas, preenche o formulário abaixo para passar a fazer parte da nossa lista.