fbpx

Como Analisar a Tua Presença Online

Table Of Contents

O crescimento das empresas é atualmente medido pela forma como trabalham a sua presença online.

Se o teu negócio ainda não está online, garantidamente estás a perder dinheiro.

Mas estar na web, por si só, não basta.

Ter um website, por si só, não basta.

Precisas mesmo de estar online, isto é, de ser ativo.

E, por isso, é importante saber como analisar a tua presença online.

O que significa ter presença online

O teu negócio pode ter perfis e contas em várias plataformas.

A mais conhecida (e mais utilizada) é o website institucional.

Mas, para além do website, cada vez mais empresas começam a apostar em e-commerce, aplicações (Apps), redes sociais e em tornar uma (ou mais) destas o seu principal local de partilha de informação.

Facebook e Instagram são as mais conhecidas para B2C (Business to Consumer), mas o LinkedIn é uma excelente rede social para B2B (Business to Business).

Ter presença online não significa estar presente em todos estes canais, mas sim conseguir estar presente e ser ativo nos canais em que os teus clientes estão.

E o que significa isto?

Significa que ter um website profissional, página de Facebook, Instagram, LinkedIn, Pinterest, Twitter, etc. não serve de nada se os teus clientes não estão lá ou se não consegues atualizar todas estas plataformas da mesma forma ou com a mesma frequência.

Ter uma boa presença online é saber onde estão os teus clientes e também compreender as tuas próprias capacidades.

Se o teu negócio é um ginásio, os melhores canais são o website institucional, Facebook e Instagram.

O website deve conter as informações importantes sobre o funcionamento do ginásio, e o Facebook e Instagram serão a plataforma de angariação de clientes.

Partilhar diariamente em ambas plataformas será relativamente simples e o teu negócio cresce.

Se tens uma empresa de lençóis cujo cliente é a hotelaria, então é importante ter um website institucional e LinkedIn ativos com alguma frequência.

E, claro, ter uma boa plataforma de marketing montada, que inclua um gestor comercial e automatização de marketing.

Como analisar a tua presença online

Para saber como analisar a tua presença online, tens de te colocar no lugar do teu cliente e fazer o mesmo percurso que ele.

Há dias tivemos uma formação e falaram-nos de um exemplo fantástico:

Imagina que vais ao Continente para comprar tapetes para o carro. Entras no supermercado, vais procurando por todos os corredores, mas ficas frustrado por não saber onde estão os tapetes. Nenhum operador parece disponível para te ajudar e, passado algum tempo, acabas por desistir e sair do supermercado sem comprar. Vais, depois, ao Pingo Doce e em menos de 2 minutos sabes onde estão os tapetes e completas a tua compra.

A tua experiência enquanto cliente é que o Pingo Doce foi melhor que o Continente.

E quando for preciso comprar algo mais que ambos supermercados ofereçam, a tua primeira escolha vai ser o Pingo Doce.

Com o teu negócio acontece o mesmo.

Se o potencial cliente entra no teu website (por exemplo) e tem que percorrer 3 páginas diferentes até conseguir encontrar o que precisa, o mais certo é que ele saia do website sem chegar à página certa.

Enquanto negócio, tens de conseguir guiar o teu cliente pelo website de forma fluída.

O serviço que ofereces tem que estar em destaque e não camuflado entre outras páginas.

Na Bizy – Gestão de tempo, analisamos os websites seguindo estes passos:

  • Pesquisa pelo nome da empresa no Google;
  • Análise do website institucional ou e-commerce (não mais de 2 minutos);
  • Análise das outras plataformas em que estão inscritos (redes sociais, Apps, etc.), medindo frequência de posts, qualidade de posts e engagement, etc.;
  • Pesquisa pelo serviço-chave prestado pela empresa para perceber de que forma encontramos a empresa.

Estes 4 passos são feitos em cerca de 5 minutos e não mais que isso.

Se o teu cliente não está disposto a perder mais que 5 minutos a procurar uma solução para um problema, o teu negócio tem que conseguir responder a esse problema nesse mesmo tempo (ou menos).

Saber como analisar a tua presença online de forma rápida passa maioritariamente por isto: colocares-te no lugar do cliente e procurar a informação como cliente.

Analisar a tua presença online de forma detalhada

Fazer uma análise detalhada sobre a presença online vai ocupar-te mais tempo, mas também é uma forma excelente de perceber o que precisas de melhorar.

Numa análise mais detalhada, serão analisados mais a fundo os seguintes pontos:

  • Palavras-chave e pesquisa;
  • Visibilidade online e local;
  • Estrutura do website e seu conteúdo;
  • Redes sociais;
  • Análise de concorrência e do teu posicionamento para com eles;
  • Reputação.

É importante conseguir responder a cada um destes pontos fazendo uma análise crítica de cada um.

Vamos explorá-los um pouco mais a fundo para que possa perceber o objectivo de cada um.

Palavras-chave e pesquisa

Tendo em conta o teu tipo de negócio, há determinadas palavras-chave e frases-chave que o definem.

Neste ponto de análise deves saber quais são essas frases-chave e palavras-chave e qual o teu ranking nas plataformas de pesquisa (Google, Bing, Yahoo, etc.).

Uma plataforma gratuita para o fazer é o Google Search Console.

Ao ligar o Seach Console ao teu website, é possível perceber quais as palavras e frases que estão a levar as pessoas ao teu website.

O Ubersuggest é outra plataforma que tem versão gratuita e paga.

Também é muito boa para te indicar o posicionamento do teu website para determinada palavra-chave ou frase-chave.

Visibilidade online e local

O título define-se a si mesmo: esta parte da análise destina-se a perceber quão visível o teu negócio está, tanto online como offline.

Isto é, se é fácil encontrar a tua empresa na internet e se também é fácil encontrá-la na localidade/distrito/país em que se encontra.

No caso da visibilidade online, é importantíssimo ter as palavras e frases-chave bem definidas e a tua presença em redes sociais assertiva e frequente.

Assim, o Google vê o teu negócio com outros olhos e a tua posição vai melhorar.

Toma nota que a visibilidade online também ajuda com a visibilidade local.

Se um turista procura um restaurante no Google e o teu restaurante aparece listado como o melhor e mais próximo, é contigo que ele vai ter.

Por isso, deves manter o teu horário, contactos e fotografias devidamente atualizados online para cativar mais gente para visitar o local.

Estrutura do website e seu conteúdo

A forma como o teu website está estruturado e o seu conteúdo também dizem muito sobre o teu negócio e a tua forma de trabalhar.

Se o teu website for fácil de usar e navegar, o utilizador/cliente vai gostar da experiência e passar lá mais tempo.

Da mesma forma, se o conteúdo for interessante, educativo e apelativo, o cliente também vê no teu negócio um parceiro de confiança.

É importante também mencionar que por “estrutura do website” não falamos só do que está visível, mas também ao que não se vê.

Por exemplo: o teu website é seguro (tem SSL)? Está adaptado e é rápido em dispositivos móveis? Já está indexado no Google e outras plataformas de pesquisa? Tem sitemap?

Se contrataste um gestor de página web, essa pessoa pode responder a todas estas questões.

Redes sociais

As redes sociais são um complemento chave para o teu negócio.

Como dissemos acima, é importante identificar as redes sociais mais relevantes para o teu negócio.

Mas, para além disto, é importante que as redes sociais sejam um espelho do que o teu website institucional passa.

Isto é, se o teu website diz que o teu negócio é um ginásio, mas as tuas redes sociais publicitam produtos e marcas de suplementos alimentares, o cliente pode ficar confuso.

Afinal é um ginásio ou uma empresa de revenda?

Não é que não possas fazer os dois ao mesmo tempo, mas não podes deixar que o cliente fique confuso.

Antes de mais nada, as suas redes sociais têm que informar de que é um ginásio.

Publicitar os suplementos deve ser algo acessório, logo, não mencionado com tanta frequência.

Da mesma forma, se porventura promoves um desconto especial nas tuas redes sociais, o teu website institucional (ou e-commerce) deve ter informações sobre essa promoção.

Análise de concorrência e do teu posicionamento para com eles

De que forma é que a tua empresa se distingue da concorrência? Sabes identificar quais os pontos fortes e fracos em comparação com eles?

Este é dos primeiros passos que qualquer empreendedor dá quando está a criar o negócio.

Por isso com certeza já o fizeste em algum momento.

Mas não podes parar de o fazer.

Da mesma forma que o teu negócio vai evoluindo, o dos teus concorrentes também.

E analisar os concorrentes e a forma como comunicam é vantajosa para ti, pois podes perceber o que funciona com eles e/ou de que forma deves ajustar o teu posicionamento.

Reputação

O que dizem os teus clientes sobre ti, a tua empresa e sobre a experiência que tiveram contigo?

Foi positiva? Negativa? E porquê?

Falar com os clientes ativamente é algo que faz do teu negócio um amigo e não só um prestador de serviços.

É importante responder a críticas positivas para fazer com que esses clientes tragam mais clientes.

Mas é ainda mais importante responder a críticas negativas para tentar perceber o que correu mal e como podes melhorar.

Para além disso, as críticas ajudam-te a direcionar o negócio para o que é rentável e o que as pessoas gostam.

Se tens um negócio de estampagem, por exemplo, mas 80% dos clientes compram apenas t-shirts estampadas com frases, porque não ajustar a loja física (e online, se tiver) para dar mais visibilidade a t-shirts?

Saber como analisar a tua presença online é dar mais um passo para impulsionar o teu negócio.

Este artigo dá-te todos os passos para analisar de forma coerente a tua presença online.

No entanto, se preferires alguém externo para ajudar e fazer esta análise, basta contactar-nos e pedir a tua análise gratuita 🙂


Deixe um comentário